AO VIVO

terça-feira, 18 de março de 2014

Resenha Europa Football 17/03

Para baixar, clica AQUI

quinta-feira, 13 de março de 2014

A carruagem virou abóbora



O Leverkusen ainda é o time que pode se vangloriar de ter sido o ultimo time a ter vencido o poderoso Bayern de Munique na temporada passada. Mas é a única coisa de que o torcedor da cidade da industria de remédios pode se felicitar, apesar da vice liderança que ostentou por muito tempo, o que se demonstrou apenas uma questão de tempo até que o Borussia Dortmund se estabilizasse e engolisse a equipe da Renânia do Norte, e deu mostras de uma recuperação que provavelmente o levará a se fixar nessa posição, o que sobraria apenas duas vagas para UCL e uma direta.

O Bayer, assim como a grande maioria dos clubes alemães, vive na "bolha" de prosperidade que é a bundelsiga, e a sua carruagem era muito bonita com a vice liderança do alemão onde esteve por 12 rodadas, 10 consecutivas na vice liderança e jogadores como Sam, Son jogando muito bem e o artilheiro Kiessling fazendo gols em doses industriais. A aposta Sami Hyypiä como técnico parecia que a vaga e o título simbólico dos mortais (vice liderança) estaria garantidos. E a receita sempre passou pelo aproveitamento nesses jogadores. Só que algo desandou com a realidade dura, fora da bolha, nas competições europeias. Se classificou até de certo modo tranquilo num grupo que tinha Manchester United.


O primeiro jogo fora do campeonato alemão evidenciou as fraquezas do clube que levou um sonoro 4 x 0 em casa contra um poderoso PSG. Mas o que mais chama atenção é a queda vertiginosa na bundesliga, após as 10 rodadas seguidas na vice liderança, e já viu sua posição cair e já tem o Schalke, que também tomou duas lavadas seguidas, nos seus calcanhares, lembrando que dessas três derrotas seguidas, perdeu pro próprio Schalke jogando na Bay Arena. Só havia perdido 5 jogos até 19° rodada e era o 2° no quesito vitórias (não preciso citar o 1°, né). 

Esse viés de baixa é muito preocupante, até porque com o título já praticamente decidido, o que vai restar são as vagas para a próxima UCL, apesar de ter uma situação financeira sólida, jogar a maior competição europeia é sempre um reforço nos cofres. Hyypiä precisa achar uma solução para reorganizar a defesa, que era muito bem postada no início da competição. O time funcionava muito bem quando o seu esquema encaixava com o do adversário, o 4-3-3 com seus pontos a moda holandesa bloqueando laterais, diminuição de espaços era o suficiente pra fazer desse Leverkusen um time muito bem balanceado. Talvez essa auto suficiência transformou num time engessado, fácil de ser marcado e principalmente seus principais jogadores pararam de jogar o futebol que vinham apresentando. Essa sequência de vexames faz muito mal para o psicológico do time, que começa a ter o péssimo costume de perder, e pro professor Hyypiä reverter vai precisar de experiência, não de ex-jogador, mas de técnico, coisa que ele ainda não tem.

Os três próximos jogos na Bundesliga são determinantes para essa mini recuperação, dois jogos fora, Hannover (11°) e Bayern (podendo ser campeão em casa) e em casa contra o Hoffnheim (10º).


texto de Emanuel Mourão

sábado, 8 de março de 2014

Arsenal goleia Everton na FA Cup


Foto: BBC Sports


Se você pegar somente o resultado, vai achar que o Arsenal passou o carro em cima do Everton. Mas não foi o que aconteceu. O jogo foi muito parelho, mas os Toffes não aproveitaram as oportunidades que tiveram para vencer a partida.

Assim como foi contra o Chelsea, o Everton jogou bem mas não venceu. Só que neste jogo o castigo foi pior, foram 4 gols sofridos. Os Toffes tiveram duas chances antes do gol do Arsenal. Tinha mais posse de bola., era mais presente no campo de ataque. No primeiro contra ataque, gol do Arsenal.

O jogo foi muito cruel com o Everton. Além de ter mais posse de bola, marcar bem o Arsenal, o time jogava no campo do adversário. Não era uma posse de bola no campo de defesa. Os torcedores azuis de Liverpool ficaram felizes com o gol de Lukaku, ainda no primeiro tempo.

Mas no segundo tempo, o time desandou em poucos minutos e o que era um jogo de igual para igual, virou uma goleada do Arsenal. Primeiramente, um pênalti cometido por Barry, infantilmente acabou destruindo o jogo para os Toffes. Arteta marcou na cobrança do penal e fez o 2-1.

A discussão era: com quantos minutos Roberto Martinez vai tirar o Pienaar? Demorou demais para tirar o sul-africano e acabou castigado. Foram mais dois gols em menos de 10 minutos. O que era uma diferença de 1 gol, virou 3. Com pouco tempo, era impossível buscar. Olívier Giroud marcou dois gols, após entrar no começo do segundo tempo no lugar de Sanogo.

Ouça os gols da partida com a narração de Rodrigo de Oliveira e os comentários de Guilherme Conrado]

domingo, 2 de março de 2014

Juventus vence Milan no San Siro



Se futebol fosse justiça, que deveria vencer o jogo seria o Milan. Mas como no futebol que joga bem, nem sempre vence.

Foi o que aconteceu hoje em San Siro. O merecedor da vitória seria o Milan, mas quem venceu foi a Juventus.

O JOGO
Os primeiros 10 minutos do primeiro tempo, fora de intensos estudos de ambas as partes. O jogo ficou muito de meio campo. Depois desse intensivo das duas equipes, a partir dos 10 minutos, o jogo ficou muito legal. Principalmente pela postura que o Milan teve, de ir pra cima. Adel Taarabt, Poli e Kaká com intensa movimentação, confundiram a marcação da Juventus, que ficou perdidinha.

O show de Buffon começou a partir daí. Foram defesas espetaculares do goleiro da Squadra Azzurra. Numa delas, uma sequência de defesas com Bonucci auxiliando Buffon e evitando o gol de Kaká, em cima da linha.

A Juventus costuma ser um time muito traiçoeiro. Pode não jogar bem, mas se tiver uma oportunidade no momento de dificuldade, vai colocar a bola no fundo do gol.

Foram duas oportunidades. Uma Abbiati defendeu, mas na outra, a Juve não perdoou. Esse gol toda uma história, isto porque, sem Vidal, Antonio Conte optou por adiantar Pirlo e deixar Marchisio como volante mais preso. Obviamente, que não se discute a qualidade de Marchisio, mas sim o dinamismo que tem Vidal. Faz muita falta o chileno, que faz esse papel de dar liberdade para Pirlo criar. No momento do gol, Pirlo voltou a posição de Pirlo e Marchisio fez o que Vidal faz, aparece como elemento surpresa.


Num lançamento pra dentro da área, Marchisio apareceu livre de frente com Abbiati. O goleiro do Milan fechou o angulo e evitou que Marchisio fizesse o gol. Mas o camisa 8 criou uma grande jogada, com Tévez, a ultrapassagem de Lichtsteiner e o passe para Llorente marcar o gol. Isso tudo com poucos toques na bola, e tudo dentro da área do Milan. Era o gol do castigo para os rossoneros, que criaram mais, jogaram mais, mas não fizeram o gol.

O segundo tempo seguiu do mesmo jeito. O Milan melhor na partida e fazendo Buffon trabalhar. O camisa 1, que em jogos anteriores havia trabalhado pouco, neste domingo mostrou porque, mesmo aos 36 anos ainda está em plena forma.
Numa bola lançada pra dentro da área, Caceres cabeceou Poli, e o jogador do Milan precisou sair do jogo. Foi um alívio para os juventinos, que estavam sendo superados pela movimentação dos 3 meias do Milan. Saponara entrou, mas não no mesmo ritmo de Poli. 

A partir da aí, 15 minutos da etapa complementar, o Juventus conseguiu sair um pouco mais de traz. Adel Taarabt também foi substituído por Robinho. O camisa 23 fez um excelente jogo, mas cansou na segunda etapa. O time do Milan não conseguiu manter o bom primeiro tempo que fez.

Como todos conhecem a lei do professo Muricy Ramalho, ela se aplicou mais uma vez nesta partida. "A bola pune!" E foi o que aconteceu, Tévez não teve misericórdia e na primeira oportunidade que teve, marcou o segundo da Juve. Um bonito gol do Apache em um lindo petardo de fora da área.

Final de jogo no San Siro. Milan jogou bem, Buffon foi o craque do jogo e a Juventus venceu mais uma e abriu 11 pontos na liderança da Série A TIM.

Ouça os gols da partida na transmissão da Rádio Football Total, com a narração de Rodrigo de Oliveira e os comentários de Emanuel Mourão.

Resultados da rodada


Classificação